Enfermeiro é preso em hospital particular suspeito de estuprar paciente em coma, no DF

9545
Ilustrativa

Uma mulher de 46 anos, em coma induzido na UTI de um hospital particular em Ceilândia no Distrito Federal, foi vítima de estupro durante a madrugada desta quarta-feira, 18 de março. Segundo a polícia, o crime foi cometido por volta das 2h30 por um técnico de enfermagem, de 49 anos.

Ainda segundo a Polícia Civil, o suspeito é formado há 25 anos e foi contratado pelo hospital há dois meses. Ele era responsável pelo banho de pacientes internados na unidade.

Segundo o delegado Maurício Iacozzilli, que investiga o caso, “uma funcionária viu o técnico com o pênis ereto ao lado da paciente. Ele estava com a calça abaixada e tinha sangue na roupa”. O suspeito foi levado preso. Ele deve passar por audiência de custódia nesta quinta-feira, 18. Se for confirmado o crime, o técnico irá responder por estupro de vulnerável. A pena pode chegar a 15 anos de prisão.

Procurada, a direção do hospital não se manifestou.

Fonte: Renato Spagnol

Facebook Comments