Kanitar Oberst: Pandemia da Gripe Espanhola matou um presidente da república há 100 anos no Brasil

195

Em 1919 a Gripe Espanhola estava espalhada pelo mundo de tal forma, que nunca se havia imaginado. A I Guerra Mundial havia terminado há alguns meses, vários soldados voltavam da Europa para seus países de origem.

Navios e trens eram os meios mais utilizados, o que facilitou a contaminação de centenas de milhares de pessoas. A saúde pública da época não imaginava que uma variação do H1N1 (ainda não descoberto) poderia ser tão letal. Estima-se que cerca de 100 milhões de pessoas tenham morrido com a doença no mundo entre 1918 e 1919.

No Brasil foram registrados mais de 35 mil mortes por causa da doença, o presidente Rodrigues Alves, que estava reeleito para seu segundo mandato, foi uma das vítimas em 16 de janeiro de 1919.

CORONA VÍRUS

O Corona-vírus é diferente do da Gripe Espanhola, mas não é novidade. Ele foi descoberto em meados de 1960, e as autoridades de saúde acreditam que pelo menos uma vez na vida, as pessoas tenha contato com o vírus, que causa uma gripe moderada.

Porém, a gripe é se intensifica em grávidas, crianças abaixo de 05 anos e idosos.

ATUALIDADE

A gripe que se espalha na China, e agora no mundo, o intitulado Coronavírus, tem que ser levado muito a sério. Parece que a gripe que ele causa no contaminado tem uma letalidade de 10%, pode parecer baixa. Mas este vírus tem uma diferença avassaladora, além de se espalhar pelo ar, ele é capaz de sair do corpo do hospedeiro e contaminar outras pessoas, antes da pessoa sentir qualquer sintoma de gripe.

Muitas pessoas podem estar andando por aí e contaminando várias outras. A China já está proibindo as pessoas de saírem de suas cidades, para tentar conter o Coronavírus.

O Japão anunciou que uma pessoa está contaminada, mas nunca esteve na China, onde o paciente “zero” surgiu, nem teve contato com ninguém que foi até lá.

No Brasil, existe a suspeita de um caso. É bom que as autoridades brasileiras fiquem atentas e tenham um programa de controle para conter a doença, caso apareça em nosso país.

Situação que parece óbvia, já que vários países do mundo estão relatando casos. Nos resta torcer para que uma vacina seja efetivada, e que a epidemia ou no pior do casos uma pandemia, caso confirmadas, passem logo.

Facebook Comments