Enfermeiro italiano mata namorada médica por acreditar que pegou coronavírus dela

Antonio De Pase usou a acusação como justificativa para a polícia ao confessar o crime.

140

O enfermeiro Antonio De Pase, de 28 anos, assassinou sua namorada, a médica Lorena Quaranta, de 27 anos, por acreditar que pegou coronavírus da italiana.

De acordo com o Daily Mail, o casal morava na Sicília, na Itália, e trabalhava em um hospital da região voltado para o tratamento de pessoas com COVID-19.

Ao confessar o crime, De Pase usou a acusação de que Lorena havia transmitido coronavírus a ele como justificativa para a polícia no último dia 31 de março.

Ele teria ligado para a delegacia de Messina e contado sobre a morte da médica antes de tentar suicídio. A polícia conseguiu impedir que ele tirasse a própria vida.

A imprensa italiana ainda disse que as autoridades duvidam da versão do enfermeiro, porque os testes de COVID-19 dele e da namorada não deram positivo para a doença.

Fonte: Exitoína

Facebook Comments